Desde 1994, fazemos a gestão
de fundos com rentabilidade
comprovada. Somos reconhecidos pela expertise na gestão de fundos

de ação e multimercado, por nosso rigoroso gerenciamento de risco,

além da disciplina e fidelidade à filosofia de investimento.

Investimos continuamente para ser um motor inteligente, capaz de enxergar além e antecipar cenários.

O objetivo é sempre a excelência, buscando a maior valorização possível para os recursos dos investidores, sempre dentro de rígidos parâmetros de risco previamente definidos.

FUNDOS E RENTABILIDADE

Filosofia de Investimento

A fidelidade à nossa filosofia de atuação consolidou a posição do Opportunity entre as maiores gestoras do país, combinando confiança, integridade, resultados e longevidade. Nossa gestão se destaca nos seguintes aspectos:

Qualidade do retorno - qualquer investimento deve ter sempre uma relação risco/retorno favorável, evitando-se investimentos com probabilidade, mesmo que baixa, de perda expressiva;

Limites rígidos de alavancagem - a alavancagem é utilizada de forma selecionada, já que a prioridade é pela qualidade dos ativos, com retornos obtidos pela boa análise e seleção, além da simetria positiva das estratégias;

Visão de longo prazo - buscamos ganhos de longo prazo, aceitando a volatilidade de curto prazo sempre dentro dos parâmetros de risco pré-estabelecidos.

Investimento Macro

01. Gestão ativa com foco na análise macroeconômica.
02. Posições simples e direcionais.
03. Visão global como insumo para as decisões de investimento em ativos locais.
04. Agenda frequente de visitas aos principais centros financeiros e países nos quais investimos.
05. Pesquisas produzidas por equipe de economistas com formação sólida e ampla experiência.
06. Ênfase nas implicações das decisões de política monetária dos principais bancos centrais.

Investimento Ações

01. Os maiores retornos virão das divergências entre a nossa avaliação e o consenso de mercado sobre fatores estruturais, ao invés de impactos pontuais.
02. A concentração pode representar menos riscos do que a diversificação. Preferimos a concentração nos ativos e estratégias nos quais possuímos grande conhecimento, passando sempre por uma análise fundamentalista criteriosa.
03. Não nos importamos em conviver com uma maior volatilidade caso a proposição do investimento continue favorável e o risco nos pareça adequado.
04. Bons resultados só serão consistentes e replicáveis se forem embasados em um processo de decisão bem fundamentado.

Conceito de
Risco

O nosso negócio não é simplesmente correr risco para obter retorno. Isto não é negócio, é uma alternativa disponível para qualquer um. Buscamos encontrar oportunidades onde as relações entre retorno e risco sejam superiores às usuais.

01. A promessa de rentabilidade sem risco não é crível. Investimentos precisam ser feitos com responsabilidade, mesmo que aparentes oportunidades de ganho fácil passem à nossa frente.
02. Podemos conviver com uma volatilidade maior, desde que a proposição do investimento continue favorável e o risco nos pareça adequado.
03. Fazemos projeções dos investimentos em situações de adversidade extrema com o objetivo de analisar se o risco é ou não adequado.
04. Modelos de risco podem transmitir uma sensação de segurança aparentemente confortável, porém inadequada e falsa.
05. Avaliamos os investimentos pelas premissas e não pelo resultado.
06. Lembramos que baixa volatilidade não significa baixo risco.
07. Sabemos conviver com o risco. Desde que seja dentro dos parâmetros previamente definidos.
08. É fundamental a identificação do risco corrido: o risco de ruína é inaceitável.
09. Compreendemos que volatilidade e correlações passadas não necessariamente se repetem no futuro.
10. Focamos no risco de mercado em detrimento ao risco de crédito.

Conceito de
Risco

A área de risco tem como objetivo fiscalizar o mandato
de gestão concedido ao Opportunity e garantir que a
filosofia de investimento da empresa seja cumprida.

Ela está integrada à mesa de operações, mas ao mesmo tempo é independente, respondendo hierarquicamente à diretoria segregada.

São efetuados diferentes tipos de controles nos portfólios, privilegiando-se a simplicidade aliada ao bom senso. Os principais são os de alavancagem, exposição a mercados, capital aplicado em renda variável e limites de perdas, feitos na continuidade e na ruptura de cenários macroeconômicos.

Controle de Risco e Nossa Visão de Risco